Anglicano convertido: quem foi o cardeal Newman, canonizado com a Irmã Dulce


Considerado "o maior dos escritores ingleses em prosa", ele exerceu grande influência sobre o pensamento do Papa Emérito Bento XVI


O Papa Francisco vai canonizar em 13 de outubro o beato cardeal inglês John Henry Newman (1801-1890), que se converteu do anglicanismo à Igreja Católica e se tornou referência da vida eclesial no século XIX.


Um milagre atribuído à sua intercessão foi reconhecido oficialmente pelo Vaticano em 13 de fevereiro, após audiência entre o Papa e o cardeal Angelo Becciù, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.


Quem foi o cardeal Newman


Nascido em Londres em 21 de fevereiro de 1801, John Henry Newman foi um dos protagonistas do Movimento de Oxford, que procurava aproximar a Igreja Anglicana das suas raízes. Ela era clérigo nessa confissão, separada do catolicismo desde as chamadas reformas protestantes do século XVI.


Depois de se converter à Igreja Católica, foi ordenado sacerdote em Roma em 1847. Com apoio do Papa Pio IX, voltou à Inglaterra e lá fundou o oratório de São Filipe Neri.


Grande escritor, tratou da relação entre fé e razão e da natureza da consciência, entre outros temas complexos relacionados com o desenvolvimento da doutrina cristã. A importância da sua obra foi amplamente reconhecida no mundo católico e a sua influência foi sólida no pensamento de outros grandes intelectuais católicos, como o Papa Emérito Bento XVI. Sua autobiografia espiritual, “Apologia pro vita sua” (1864), por exemplo, chega a ser considerada a maior obra do género desde as “Confissões” de Santo Agostinho.


Aos 78 anos de idade, Newman foi criado cardeal pelo Papa Leão XIII em 1879. Ele faleceu em 11 de agosto de 1890.

De Beato a Santo


John Henry Newman tinha sido beatificado pelo Papa Bento XVI em 19 de setembro de 2010, em Birmingham, no Reino Unido. A propósito, o pensamento do cardeal Newman é muito admirado pelo Papa Emérito desde bem antes de ser eleito pontífice, e não por pouca coisa: o célebre escritor James Joyce, por exemplo, o apelidava de “maior dos escritores ingleses em prosa” de todos os tempos.

A festa litúrgica do beato cardeal Newman é celebrada em 9 de outubro, data da sua conversão do anglicanismo ao catolicismo, em 1845.


As canonizações do próximo 13 de outubro


Na mesma cerimónia, Francisco também canonizará a irmã Dulce, tornando-a assim a primeira brasileira nata a ser declarada Santa pela Igreja. Igualmente, serão canonizadas as beatas Giuseppina Vannini, fundadora das Filhas de São Camilo; Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, fundadora das Irmãs da Sagrada Família; e Margherita Bays, da Ordem Terceira de São Francisco de Assis.


A canonização pela Igreja significa a confirmação de que um fiel católico é digno de culto público universal como intercessor e modelo de santidade. Diferentemente, os beatos têm culto apenas local. Desde o século XIII, a canonização é um ato reservado ao Papa.


Via: Aleteia

Contacte-nos: info@permariam.org    |       +351 25 213 0513       

Todos os direitos reservados

© Per Mariam, 2019