Da devoção à Divina Mãe - Oração


Ó Maria, sois entre todas as criaturas a mais nobre, sublime, pura, bela e santa. Oh, se todos os homens vos conhecessem, minha Rainha, e vos amassem como o mereceis! Mas consolo-me com o pensamento de que tantas almas bem-aventuradas do céu e justas na terra são todas consumidas de amor à vossa bondade e beleza. Regozijo-me, sobretudo, de que Deus por si só vos ama imensamente mais que todos os homens e anjos juntamente. Amabilíssima Soberana minha, ainda que miserável pecador, eu vos amo também, mas muito pouco é o amor que vos tenho; desejo amar-vos mais e com maior ternura; e a vós pertence obter para mim este amor; por que amar-vos é grande sinal de predestinação e graça com que Deus favorece aqueles que serão salvos. Por outro lado, vejo, ó minha Mãe, quão imensas obrigações tenho para com vosso divino Filho; vejo que Ele é digno de amor infinito. Vós, cujo único desejo é vê-Lo amado, deveis alcançar-me principalmente a graça de um ardente amor para com Jesus Cristo. Suplico-vos, portanto, esta graça, fazei que ela me seja concedida, ó vós que obtendes de Deus tudo que desejais. Não vos peço bens terrestres, nem as honras, nem as riquezas; peço-vos unicamente a graça de fazer o que vosso Coração mais deseja, amar somente a meu Deus. Seria possível não quererdes favorecer o meu desejo, um desejo que vos é tão agradável? Não, já me ajudais, já orais por mim. Pedi, ó Maria, pedi, e não deixeis jamais de pedir enquanto não me virdes no paraíso, onde terei a segurança de possuir e amar eternamente a Deus convosco, ó Mãe querida.



Afonso Maria de Ligório. Meditações: Para todos os Dias e Festas do Ano: Tomo III:

Contacte-nos: info@permariam.org    |       +351 25 213 0513       

Todos os direitos reservados

© Per Mariam, 2019