Guadalupe Ortiz de Landázuri é proclamada beata em Madrid

A Igreja Católica proclamou bem-aventurada Guadalupe Ortiz de Landazuri Espanhol no sábado dia 18 de maio, em Madrid, durante uma cerimónia no local de Vistalegre, presidido pelo prefeito da Congregação para as Causas dos Santos, Cardeal Angelo Becciu.



" Nós concedemos que a Venerável Serva de Deus, Guadalupe Ortiz de Landazuri e Fernandez de Heredia, fiel leiga da Prelatura da Santa Cruz e Opus Dei, que generosamente deu sua vida ao Senhor, servindo com alegria a seus irmãos na realização das tarefas diárias, doravante seja chamada beata, e pode ser celebrada todos os anos em locais e de acordo com os modos estabelecidos pela lei, em 18 de maio", deu a Becciu Cardinal em latim, de acordo com fórmula de beatificação, que foi seguida por um longo aplauso.


Depois de ler a solene fórmula de beatificação, foi descoberta a imagem da nova Beata, elaborada a partir de uma foto dela na sua maturidade, e as suas relíquias foram levadas ao altar para serem veneradas. A relíquia mostrada veio de um osso de Guadalupe.


Antes de concluir a cerimónia, leu a mensagem enviada para a ocasião pelo Papa Francisco ao prelado da Opus Dei, na qual ele afirma seu desejo de se juntar à alegria e ação de graças pelo testemunho de santidade, vivida em as circunstâncias ordinárias de sua vida cristã.»


O Papa recorda que a santidade de abrir o coração a Deus e deixar transformar com o Seu amor, e também significa sair de si e ir ao encontro de outras pessoas, onde Jesus anseia para trazer uma palavra de encorajamento, uma mão amiga, um olhar de ternura e consolo.


"Guadalupe Ortiz - continua o Papa -, com a alegria que provinha da sua consciência de filha de Deus, aprendeu com o próprio São Josemaria, colocou as suas muitas qualidades humanas e espirituais ao serviço dos outros, ajudando de modo especial outras mulheres e suas famílias carentes de educação e desenvolvimento."


O Papa Francisco e incentiva todos os fiéis da Prelatura e todos aqueles envolvidos nos seus apostolados para sempre aspirarem a esta santidade da normalidade de 'que' o mundo e a Igreja precisam hoje".


Cardeal Becciu: »Poliédrico e perspicaz«


"Somos confrontados com uma mulher cuja vida foi iluminada apenas pela fidelidade ao Evangelho - disse o cardeal Becciu durante a homilia. Poliédrica e perspicaz, tem sido luz para aqueles que encontrou ao longo de sua existência, mostrando uma coragem e uma alegria de vida que vieram do seu abandono em Deus". Por esta razão, ela destacou que a Beata Guadalupe é um modelo de como mostrar esta luz que é Cristo e como transmiti-la aos irmãos.


O prefeito da Congregação para as Causas dos Santos destacou que Guadalupe foi, em todas as circunstâncias, um presente para os outros, cuidando especialmente da formação dos estudantes e dedicando-se à pesquisa científica para promover o progresso da humanidade ». Nesse sentido, ela garantiu que seu coração estivesse sempre aberto às necessidades dos outros, com aceitação e compreensão.


O cardeal também descreveu Guadalupe como uma "mulher forte". "Sua força ficou particularmente evidente nas dificuldades, na realização de novas obras apostólicas, na evangelização da fronteira e, sobretudo, em saber aceitar pacientemente os sofrimentos físicos. Tudo o que ela soube aceitar sem reservas e sem arrependimento ", disse ele.


Na sua opinião, a nova Beata transmite aos cristãos de hoje que é possível harmonizar oração e ação, contemplação e trabalho. "É apresentada diante de nossos olhos como um modelo de uma mulher cristã", enfatizou. Ele também destacou "sua riqueza de fé, esperança e caridade".


Na cerimónia, junto ao cardeal Becciu, concelebraram o cardeal arcebispo de Madrid, Carlos Osoro, o prelado do Opus Dei, monsenhor Fernando Ocáriz, além de vários cardeais, bispos e sacerdotes. Depois de ler a mensagem do Papa, dirigiram algumas palavras de agradecimento pela beatificação, que terminou com uma ovação dos milhares de fiéis presentes.


O milagre: cura instantânea de um tumor


O milagre aprovado pela Igreja que possibilitou a sua beatificação consiste na cura instantânea de Antonio Jesús Sedano, 76 anos, de um tumor maligno de pele ao lado do olho direito, no ano de 2002.


A cerimónia de beatificação contou com cerca de 11.000 pessoas de mais de 60 países, dos quais 3.000 vêm de fora da Espanha. Entre os peregrinos destacam-se os do México, onde a nova Beata trabalhou por seis anos. Muitos outros puderam acompanhar a cerimónia na televisão, através do TRECE TV e transmitido no site do Opus Dei.


Biografia


Guadalupe Ortiz de Landázuri, nasceu em Madrid, a 12 de dezembro de 1916 e, depois de estudar Bacharelato, ingressou em 1933 na carreira de Ciências Químicas na então Universidade Central, sendo uma das cinco mulheres de uma turma de 70 alunos.


Doutora em Química com tese sobre 'Isolantes de refratários com cinzas de casca de arroz', e em 1965 recebeu o Prémio de Pesquisa Juan de la Cierva. Ela descobriu que a casca de arroz poderia ser usada como isolamento térmico e obter o desempenho correto.


Desenvolveu sua vida profissional na Espanha, México e Itália, países em que realizou uma intensa evangelização e promoção social, especialmente dedicada às mulheres. A partir dos 40 anos, ela ensinou física e química em vários centros de Madrid, como o College of the Irish, o Liceu Francês, a escola feminina da Maestria Industrial, o Instituto Santa Engracia e do Instituto de Ramiro Maeztu.


É a primeira leiga que é beatificada da Opus Dei e foi uma dass colaboradoras mais próximas do fundador da Opus Dei, São Josemaria Escrivá. "A alegria contagiante, força para enfrentar a adversidade, o otimismo cristão e dedicação aos outros", são algumas das notas que a caracterizam, de acordo com o decreto da Congregação para as Causas dos Santos.


Via: InfoCatólica (Texto Original)

Traduzido do Espanhol

Contacte-nos: info@permariam.org    |       +351 25 213 0513       

Todos os direitos reservados

© Per Mariam, 2019