Maria e João Batista nas nossas vidas


A Santíssima Virgem Maria foi importantíssima na vida espiritual de São João Batista, o precursor do Senhor, Jesus Cristo.


“João Batista recebeu a santificação e a missão pela visita de Maria, que trazia Jesus em seu ventre” (Lc 1, 39-46). Dessa forma, João antecedeu no mistério Àquele que existia antes dele, e mais tarde se retirou com grande alegria, a fim de diminuir para que Ele crescesse e revelasse a Sua grandeza transcendente (cf. Jo 3, 29-30).


A Visita da Virgem Maria a Santa Isabel


O mistério da Visita de Nossa Senhora a sua prima Santa Isabel, no qual João Batista foi purificado da mancha do pecado original, nos ajuda a perceber que há um vínculo espiritual que ultrapassa o nosso entendimento: a ligação entre a Maria e João. Entretanto, este vínculo diz respeito não somente ao Batista, mas também a cada um de nós, que somos também espiritualmente visitados pela Santíssima Virgem. Desta forma, compreendemos que a estreita ligação entre João e Maria se estende também a nós.


A visita da Virgem de Nazaré a João Batista


Depois de receber o anúncio do Anjo, de que seria Mãe de Jesus Cristo, o Verbo de Deus feito carne, a Santíssima Virgem partiu apressadamente para uma cidade de Judá, para visitar sua prima Santa Isabel (cf. Lc 1, 39). No entanto, a Providência divina preparava, para aquele momento, muito mais do que uma visita familiar. Logo depois do mistério da Anunciação, Deus mostra a cada um de nós que realiza suas obras através de Nossa Senhora, que traz em seu ventre o Verbo divino feito carne. Mal chegou à casa de Isabel, saudou-a e ela ficou cheia do Espírito Santo (cf. Lc 1, 42). A Virgem Maria é a cheia de graça por excelência. Por isso, por onde passa, o derramamento do Espírito acontece.


A graça da visitação de Nossa Senhora foi tão abundante que não somente Isabel ficou cheia do Espírito, mas também seu filho João Batista, ainda em seu ventre. Mal a saudação de Maria chegou aos ouvidos de sua prima, o menino estremeceu de alegria no seu ventre (cf. Lc 1, 44). Desse modo, o Batista foi santificado, purificado da mancha do pecado original ainda no ventre de Isabel. Este foi o primeiro milagre de Jesus da ordem da graça, que Ele realizou estando ainda no ventre de Maria. Podemos dizer que este encontro de Jesus com João, ainda no ventre de suas mães, foi o objetivo principal da visita da humilde Virgem de Nazaré a sua prima Isabel. Entretanto, a obra não estaria completa se todos os membros da casa não fossem visitados por ela.


A graça recebida por Isabel e João Batista não poderia deixar de alcançar o sacerdote Zacarias, que, depois do nascimento de João, ficou cheio do Espírito Santo e profetizou o cumprimento da promessa feita pelo Senhor a Abraão e a toda sua descendência:

Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e resgatou o seu povo, e suscitou-nos um poderoso Salvador, na casa de Davi, seu servo como havia anunciado, desde os primeiros tempos, mediante os seus santos profetas, para nos livrar dos nossos inimigos e das mãos de todos os que nos odeiam.
Assim exerce a sua misericórdia com nossos pais, e se recorda de sua santa aliança, segundo o juramento que fez a nosso pai Abraão: de nos conceder que, sem temor, libertados de mãos inimigas, possamos servi-lo em santidade e justiça, em sua presença, todos os dias da nossa vida.
E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque precederás o Senhor e lhe prepararás o caminho, para dar ao seu povo conhecer a salvação, pelo perdão dos pecados. Graças à ternura e misericórdia de nosso Deus, que nos vai trazer do alto a visita do Sol nascente, que há de iluminar os que jazem nas trevas e na sombra da morte e dirigir os nossos passos no caminho da paz (Lc 1, 68-79).

A estreita ligação entre a Nossa Senhora e João Batista


Entre a Santíssima Virgem e São João Batista há uma íntima ligação, que nos ajuda a compreender a grandeza da vocação de ambos: da Mãe que gerou, deu à luz, e cuidou do Filho de Deus no escondimento de Nazaré; e daquele que foi o precursor do Messias, preparou o Seu caminho, e o revelou ao mundo. Ambos consagraram toda a sua vida a Jesus Cristo e nisso são modelo para todos nós, filhos de Deus e filhos de Maria.


A fé de Nossa Senhora recapitulou todo o povo de Deus, desde Abraão até o “pequeno resto” dos pobres de Israel, para gerar o Filho de Deus entre os homens. De modo análogo, João Batista concentrou em si as missões de todos os profetas, e de todos os sacerdotes, pois era de família sacerdotal, para anunciar a chegada do Esperado das nações: profeta e sumo sacerdote, que ofereceu, uma vez por todas, um sacrifício perfeito (cf. Hb 10, 12-14).


Se Virgem de Nazaré acolheu o Verbo de Deus e lhe deu a natureza humana, gerando-O em seu ventre e dando-O à luz, João Batista revelou a chegada do Messias que deveria vir. Maria introduziu Jesus corporalmente no mundo (cf. 2, 1-14) e João o inseriu profeticamente em sua missão: “Eu não sou o Cristo, mas fui enviado diante dele. […] Importa que ele cresça e eu diminua” (Jo 3, 28b.30). João suscitou a passagem de Jesus do escondimento em Nazaré para a vida pública no batismo no rio Jordão (cf. Lc 3, 21-22). Maria, por sua vez, inseriu o Filho em sua missão, obtendo Dele o primeiro milagre na ordem da natureza, com transformação de água em vinho nas bodas de Caná (cf. Jo 2, 1ss) e, ao mesmo tempo, fundou a fé dos discípulos.


A encarnação do Verbo de Deus no seio da Virgem Maria foi um admirável intercâmbio entre Deus e os homens: o Filho de Deus assumiu a nossa humanidade, para que pudéssemos participar da Sua divindade. São João Batista viveu também um intercâmbio admirável, primeiramente recebendo de Cristo a santificação, ainda no ventre de sua mãe (cf. Lc 1, 39-46), em vista de sua missão. Nisto, João se assemelha a Mãe de Deus, que também em vista do desígnio divino a seu respeito, foi preservada do pecado original na sua Imaculada Conceição.


O Batista deu testemunho de Jesus: “Depois de mim vem outro mais poderoso do que eu, ante o qual não sou digno de me prostrar para desatar-lhe a correia do calçado. Eu vos batizei com água; ele, porém, vos batizará no Espírito Santo” (Mc 1, 7-8); e o Cristo, por sua vez, deu testemunho de João: “Pois vos digo: entre os nascidos de mulher não há maior que João” (Lc 7, 28). Jesus e João igualmente experimentaram a condenação, decretada pelos poderes deste mundo, a morte sangrenta e glória celeste.


A Virgem Santíssima e São João Batista em nossas vidas


A Mãe de Deus gerou secretamente o corpo físico e místico de Cristo, o Verbo de Deus encarnado, e João Batista, o Seu precursor, o revelou publicamente: “João viu Jesus que vinha a ele e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (Jo 1, 29). Esta íntima conexão espiritual entre a Virgem Santíssima e João Batista nos ajuda a compreender uma ligação de ambos connosco.


Da mesma forma que a Virgem de Nazaré partiu apressadamente para e região montanhosa de Judá, para encontrar-se com sua prima Isabel e sua família, de modo particular com João Batista, ela também vem com pressa ao nosso encontro. Como Mãe espiritual, ela quer gerar o Cristo em nós e, ao mesmo tempo, quer nos gerar no Seu corpo místico. Para chegar a João Batista, a jovem Maria não hesitou em lançar-se numa jornada difícil, e até mesmo perigosa. Para chegar até nós, a Mãe da Igreja também não mede esforços, visitando os recantos mais sombrios e perigosos, nos quais possamos ser encontrados. Isto porque, de modo semelhante ao Batista, ela quer que recebamos a graça, em vista da missão que o Senhor quer nos confiar.


O sacerdote Zacarias, cheio do Espírito Santo, profetizou a respeito de seu filho João Batista: “E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque precederás o Senhor e lhe prepararás o caminho, para dar ao seu povo conhecer a salvação, pelo perdão dos pecados” (Lc 1, 76). João, mal acabou de nascer, lhe foi revelado a sua missão: preparar o caminho do Senhor! Esta missão diz respeito também a nós, que somos batizados. Pois, pelo Batismo fomos purificados da mancha do pecado original, à semelhança de João Batista, e recebemos da Mãe Igreja a missão de anunciar Jesus Cristo ao mundo.


Via: Blog Canção Nova


Contacte-nos: info@permariam.org    |       +351 25 213 0513       

Todos os direitos reservados

© Per Mariam, 2019