Contacte-nos: info@permariam.org    |       +351 25 213 0513       

Todos os direitos reservados

© Per Mariam, 2019

Non è Francesco, è Bergoglio



Há duas semanas, Francisco rejeitou a uma fila inteira de fiéis que lhe beijassem as mãos e o anel pontifício, num episódio de tristíssima memória.




Sinal de humildade para o mundo, pensavam os católicos ter sido a demonstração última do conhecido egocentrismo de Bergoglio - que não se abandona no exercício do ministério petrino - escandalizando uma vez mais quem insiste em nele ver alguma réstia do papado e do venerável São Pedro. Mas não foi. Somos agora confrontados com este inominável acto, um pesadelo, algo impensável antes do fim dos tempos: Francisco, ajoelhado, beija os pés de quatro políticos do Sudão do Sul.


Uma vez mais, sinal de humildade para o mundo, a demonstração última (última?) do egocentrismo. Mário pode negar os beijos de quem quiser e oscular os pés de quem quer que seja, mas o Papa não. Daí que Antonio Socci tenha certa razão: non è Francesco. É Bergoglio que - até quando? - arrasta Francisco e a Igreja inteira para a vergonha, o ultraje, a contradição absoluta, a antítese completa; para a vassalagem ao mundo. Tempos houve em que mundo prestava vassalagem a Deus, na pessoa do Papa. Mas hoje é um admirável mundo novo... e uma admirável Igreja nova... e uma Fé nova...


Fonte: Semper Idem