Qual é a participação da Virgem Maria no Mistério da Cruz ?



A participação da Mãe de Jesus no Mistério da Cruz é um facto único na história do género humano e mesmo na histórico do Céu.


Nossa Senhora é a única entre todas as mulheres que é verdadeira Sacerdotisa. Bem instruída nas Sagradas Escrituras, super abundantemente Iluminada pelo Espírito Santo, Ela sabia bem, ao aceitar a Divina Maternidade, o que viria a ser d'Ela.


De resto, o velho Simeão, sem meias palavras, disse-Ihe: «E tu, ó mulher, terás o coração trespassado... etc».


A Mãe de Jesus conservou no seu Coração esta terrível profecia, para Ela límpida e transparente, de modo que essa profecia foi como uma lâmina afiada que lhe trespassou o Coração por toda a vida.


A Mãe de Deus foi verdadeira Sacerdotisa.


Não no sentido comum em que o são, de certo modo, os baptisados e os confirmados, nem no sentido ministerial, mas dum modo diferente, e ainda mais profundo que aqueles que receberam o Sacramento da Ordem.


Maria foi e é verdadeira Sacerdotisa porquanto, no cimo do Calvário, ofereceu ao Pai a Vitima Pura e Santa, o Cordeiro de Deus, seu Filho, e com o Cordeiro, ofereceu-se a si mesma.


Ela é também vítima pelos pecados.


Presente, aquiescente, comparticipante, Ela não sofreu a acção, mas - com o seu Divino Filho - Ela foi verdadeira protagonista do drama da Redenção, que é o centro do história do género humano.


Nesta dupla oferta, que se renova em cada Missa, está a ação pela qual o sacerdote o é verdadeiramente. De facto, nunca o sacerdote é tão sacerdote como quando, com Jesus, ele Lhe oferece e se oferece a si mesmo ao Pai.


É por isso que a Mãe de Cristo é Corredentora.


Para fazer esta oferta, a Mãe teve que se aniquilar inteiramente. A vítima destrói-se, a vítima consome-se. Ela teve que destruir o seu Coração de Mãe santa e pura, a mais santa de todas as mães.


Ela teve que sacrificar e imolar todos os seus sentimentos, teve e quis repetir o seu «fiat» e, como Jesus e com Jesus, disse: «Faça-se, ó Pai, a Tua Vontade, e não a minha».


Só um amor indescritível, incompreensível, um amor sem medida, a tornou capaz de um tão grande prodígio.


A Mãe de Deus, como Sacerdotisa, testemunhou a Deus e aos homens a maior prova de amor que consiste no sacrifício, não da própria vida, mas da vida d'Aquele que mais se ama.


Via: Santini Marconni

Contacte-nos: info@permariam.org    |       +351 25 213 0513       

Todos os direitos reservados

© Per Mariam, 2019